05 Jun

“C” de Caixa

“Cash is King”. (Ditado Americano)

O mega investidor Warren Buffet comprou aproximadamente 18 bilhões de dólares em ações da empresa Apple nos EUA. Parece muito dinheiro não é mesmo? E é. Mas, em sua entrevista na CNBC News, ele revelou ter quase 90 bilhões de dólares em CAIXA.

Isso quer dizer que ele “apenas” desembolsou 20% do que tinha na mão para realizar sua compra multibilionária – empresa de maior valor do mundo (cotada hoje em aproximadamente 700 bilhões de dólares).

Apesar de afirmar que “detesta” ter tanto dinheiro em CAIXA, o investidor do estado de Nebraska admitiu que a alternativa de deixar o dinheiro aplicado em Títulos Americanos durante dez anos rendendo míseros 2,3% ao ano não lhe agrada.

E não é pra menos.

Com tanto dinheiro assim “parado”, por que não investir nos produtos “grudentos” (e lucrativos) da Apple? Uma vez que ele mesmo constatou ser quase impossível “desgrudar” seus netos de seus iPhones.

Portanto, a lição que podemos aprender com o oráculo de Omaha, é que estar sempre “liquido” é também um excelente princípio em finanças pessoais.

Nas mãos erradas, de fato, dinheiro na mão é vendaval. Nas mãos certas, entretanto, as vantagens da liquidez jamais podem ser subestimadas: ela dá opções, faz toda a diferença na hora da crise e é decisiva para aproveitar oportunidades de investimentos.

Além disso, ela nunca deixa você na mão e nem no negativo. Pelo contrário, está sempre disponível e nunca é de mais.