28 Jun

“F” de Foco em Renda

Renda ativa
Renda proveniente de trabalho, do seu esforço, remuneração direta por qualquer tipo de serviço produzido dentro de um espaço de tempo em que foi fornecida sua mão-de-obra.

Renda passiva
É qualquer tipo de rendimento que advenha do próprio investimento. Quando você apenas investe, acompanha e espera o tempo certo de começar a receber, seja através de juros, dividendos ou de aluguéis.
Existem diversas maneiras de investir em renda passiva: Fundos Imobiliários, Ações, Tesouro Direto, Imóveis e etc.

Aqui vão três dicas para você começar a busca pela rentabilidade a longo prazo através de investimentos seguros em renda passiva:

    • Focar os investimentos na renda passiva que seu ativo pode produzir;
    • Aproveitar as crises para comprar bons ativos a preços baixos;
    • Reinvestir sua renda passiva para aumentar mais ainda seu retorno;

É bom sempre escolher ações com dividendos altos. As companhias de maior retorno nesses casos normalmente são as mais antigas no mercado, pois já não precisam reinvestir capital para aumentar sua capacidade produtiva, o que lhes dá mais liberdade para devolver o dinheiro aos colaboradores.
Empresas de telecomunicações, de serviços de utilidade pública e fundos de investimento imobiliário são conhecidas por seus altos retornos em dividendos.

Verifique a estabilidade da empresa e a média de preço das ações antes de adquiri-las.

Obviamente, é muito bom receber grandes dividendos, mas apenas se a companhia for capaz de sobreviver sem sofrer muitos altos e baixos.
Em outros termos: procure companhias estabelecidas, que venham dando retornos iguais ou crescentes há um longo tempo.

Calcule o yield, pois ele ajuda a estimar o retorno que se receberá de determinadas ações de acordo com o preço. Para calcular, basta dividir o retorno de dividendos anual por ação pelo valor da ação. Assim, uma ação de R$ 40,00 e que dê R$ 3,00 de retorno teria um yield de R$ 3,00/R$ 40,00, ou 7,5%. Este seria um excelente yield, tendo em vista que a média que as empresas costumam pagar é entre 2% e 4%.